quinta-feira, 18 de abril de 2013

EVANGÉLICO REZA O CREDO?



Eu estava no Salão da minha amiga Talita Moraes, embelezando minhas unhas; quando surgiu o assunto.  Ali encontrava-se algumas mulheres católicas e evangélicas e com muito respeito conversamos sobre o assunto.  Foi então, que me comprometi a escrever sobre o assunto, o que peço ao Espírito Santo que me ajude;que me capacite.



A bibliografia que usei além da Bíblia Sagrada, foi o livro
“Catecismo – um discipulado pré-batismal” do Pastor
John McAlister.

 Credo

 Os dicionários dizem que a palavra “credo” no que se refere ao assunto que estamos tratando, é:  Opinião arraigada, crença; Que se gravou, fixou na memória ou nos hábitos, sendo difícil de eliminar ou esquecer (ex.: tradições arraigadas). = CONSOLIDADO, ENRAIZADO, RADICADO


Credo é o que define aquilo no qual nós cristãos evangélicos acreditamos, baseado na nossa fé.  A nossa fé nos foi dada por Deus, revelada pela Palavra escrita por ELE.  Não incluímos nada além; dito por homens, criado e acrescentado por um ser humano como eu ou você.  Nossa fé é exclusiva nas Escrituras Sagradas, revelada a nós pelo Espírito Santo de Deus.  Lembrando que  a revelação do Espírito Santo de Deus não é privilégio dos evangélicos e sim daqueles que crêem e o buscam; vivendo os ensinamentos do Pai e obedecendo a Sua soberana vontade.



CREDO APOSTÓLICO


Creio em Deus Pai, Todo-Poderoso, Criador do céu e da terra;

E em Jesus Cristo, seu filho único,

Nosso Senhor, O qual foi concebido por obra do Espírito Santo;

Nasceu da virgem Maria;

Padeceu sob o poder de Pôncio Pilatos;

Foi crucificado, morto e sepultado;

E ao terceiro dia ressurgiu dos mortos;

Subiu ao céu e está assentado à destra de Deus Pai, Todo-Poderoso,

De onde há de vir para julgar os vivos e os mortos;

Creio no Espírito Santo;

Na Santa igreja de Cristo;

Na comunhão dos Santos;

Na remissão dos pecados;

Na ressurreição do corpo e na vida eterna.

Amém.



O assunto é muito interessante mas nesse momento não vou me estender.  A princípio, só queria esclarecer que não rezamos o Credo!  O Credo é para nós a declaração da nossa fé.

Quando alguém me pergunta em que acreditamos, em que se baseia nossa fé. Eu respondo com o Credo.



Mas por que não rezar o credo?



Porque  Jesus nos ensina pessoalmente a não usar repetições!  Ele nos entende quando falamos com Ele sem precisar repetir e repetir nossa comunicação.



E, orando, não useis de vãs repetições, como os gentios, que pensam que por muito falarem serão ouvidos Mateus 6:7


Qual a diferença entre rezar e orar?



Pesquisando nos dicionários online, percebi a diferença:

Rezar, é: Dizer (orações, preces ou súplicas religiosas).

Orar também é rezar porem tem outra característica que é “discursar”  e discursar quer dizer:

1. Fazer discurso.

2. Discorrer.

3. Raciocinar.

4. Expor, discorrendo.

5. Analisar.

6. Ponderar.

Concluindo, reza são as orações já escritas, decoradas e repetidas e "oração" são as conversas que você elabora na sua mente, usando seu raciocínio, ponderando, analisando suas palavras, para falar com Deus.



Espero ter sido esclarecedor o texto e que Deus abençoe a você que está lendo agora esta mensagem.

Com carinho,
Soraya Barros.

 Leia também neste blog, o texto sobre a oração  "Pai Nosso":

http://novavidanoreino.blogspot.com.br/2011/09/pai-quero-viver-sua-oracao.html






Um comentário:

  1. Será que não fazemos repetiçoes??? será que a liturgia nossa não estaria repetida e quase mecanizada??
    Repetir o credo, não se associa a repetir o Pai nosso, e por ventura recitando o Pai nosso sempre nao estariamos sendo repetitivos. cabe ressaltar que não uso o Credo, sendo mais claro so usei quando fui católico, porem penso que fomos ensinados a rejeitar tudo o que aprendemos quando catolicos a ponto de não termos a mesma atitude de Temor, Adoração, e muito menos disciplina nos cultos. observe os catolicos na igreja e volte-se para a igreja evangelica nos momentos que antecede o culto, enquanto dois ou tres oram, o restante fala sem parar.

    ResponderExcluir