terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

RESPEITO


Na atualidade conseguimos detectar entre alguns jovens uma formação de caráter em que o respeito pelo ser humano que vive ao seu redor é muito questionável.  Trabalhei numa escola particular de classe alta na zona sul do Rio de Janeiro, (não citarei nomes por motivos óbvios) e numa delas conheci crianças que tratavam seus professores com total irreverência.  Alguns até declaravam que “seus pais estavam pagando nossos salários” e que por esse motivo éramos empregados deles!
Já em outra realidade, trabalhando num CIEP do mesmo município, me deparei com crianças que não tinham a menor educação e respeito pelas autoridades constituídas na sociedade.  Presenciei alunos que ao serem retirados por indisciplina de sua sala de aula para conversar com a direção,  tentavam nos agredir fisicamente e já sem argumentos, precisávamos  chamar a autoridade policial (olha a que nível chegávamos). Eles não  nos respeitavam, xingavam e o nome “Conselho Tutelar” não surtia efeito algum como tentativa de conscientizá-los das conseqüências ao acioná-lo.
Eu sei o que você pode estar pensando:  As crianças da escola de classe alta, são filhos de pessoas muito ocupadas com trabalho, com viagens e não dedicam tempo, carinho e atenção aos filhos, sendo estes criados por babás. Eles são vítimas.  As crianças da classe menos  favorecida, são largadas em casa com irmãos mais velhos ou soltas pelas ruas, e seus pais não  lhes dedicam tempo, carinho e atenção. Eles são vítimas.
Bem, uma coisa é certa: as crianças de hoje não tem mais aquela educação diária, aquele acompanhamento intensivo dos pais. Isso tem contribuído para que em todas as classes sociais, adolescentes e jovens tenham dificuldade de relacionamento social, de posicionamento de si mesmos no âmbito da sua própria existência e o que dizer desse posicionamento diante de outras pessoas?
Vemos hoje tantas situações que nosso jovem tem demonstrado, envolvidos com drogas, desvalorizando a vida de seu semelhante, como a de pessoas que moram nas ruas ou de seus próprios familiares... Sei que esse assunto sobre irreverência, desrespeito  é muito extenso e envolve muitas vertentes.
Uma delas, é que jovens, se tornam adultos e hoje encontramos muitas pessoas que não conseguem respeitar o patrão em seu emprego, os funcionários da sua empresa, seus pais, seus filhos, seus líderes em diversos fragmentos da sociedade, como por exemplo nas igrejas.
Tenho visto muitas pessoas que falam mal de homens de Deus ou não os respeitam como as Escrituras Sagradas nos ensinam.  Eu sei que os líderes da nossas igrejas  são pessoas comuns, homens e muheres mortais e pecadores como todos, mas a  Palavra de Deus nos ensina a honrá-los e explicam o porquê.
“Os presbíteros que governam bem sejam estimados por dignos de duplicada honra, principalmente os que trabalham na palavra e na doutrina;” 1Ti 5:17  
E quando nos referimos a autoridade na igreja, estamos falando de algo que Jesus nos ensinou pois em Mateus 28:18-20 lemos: 18Então, Jesus aproximou-se deles e disse: "Foi-me dada toda a autoridade nos céus e na terra. 19Portanto, vão e façam discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo, 20ensinando-os a obedecer a tudo o que eu lhes ordenei. E eu estarei sempre com vocês, até o fim dos tempos".
Jesus aparece depois da ressurreição a onze discípulos e faz uma chamada ao serviço vem a quem está no caminho da obediência. A ordem é direta “Vão e façam”, “batize-os”, “ensinando-os a obedecer a tudo que ordenei”. Jesus afirma que toda autoridade nos céus e na terra lhe foi dada (v.18). No v.19 somos comissionados para a pregação do Evangelho, somos revestidos dessa autoridade, isso significa que Jesus delegou essa autoridade a todos.

Devemos respeitar as  autoridades constituídas por Deus,o que significa considerar,  tratar bem, ter estima, enfim, é valorizar. No Dicionário Aurélio encontramos: “Tratar com reverencia ou acatamento; honrar. Ter em conta; considerar. Cumprir e acatar”. Dessa forma, gostaria de definir respeito à orientação que encontramos em Hebreus 13:17 Obedeçam aos seus líderes e submetam-se à autoridade deles. Eles cuidam de vocês como quem deve prestar contas. Obedeçam-lhes, para que o trabalho deles seja uma alegria e não um peso, pois isso não seria proveitoso para vocês.
Em Romanos 13:1 e 2  lemos:“1Toda alma esteja sujeita às autoridades superiores; porque não há autoridade que não venha de Deus; e as que existem foram ordenadas por Deus. 2Por isso quem resiste à autoridade resiste à ordenação de Deus; e os que resistem trarão sobre si mesmos a condenação.”
O Apóstolo Paulo em sua carta aos tessalonicenses, tem o cuidado de recomendar que tenham consideração pelos que Lideram no Senhor.  E quem seriam esses líderes? Os bispos, pastores, missionários, líderes ministeriais, presbíteros e diáconos.                        
“9Porque Deus não nos destinou para a ira, mas para recebermos a salvação por meio de nosso Senhor Jesus Cristo. 10Ele morreu por nós para que, quer estejamos acordados quer dormindo, vivamos unidos a ele. 11Por isso, exortem-se e edifiquem-se uns aos outros, como de fato vocês estão fazendo. 12Agora lhes pedimos, irmãos, que tenham consideração para com os que se esforçam no trabalho entre vocês, que os lideram no Senhor e os aconselham. 13Tenham-nos na mais alta estima, com amor, por causa do trabalho deles. Vivam em paz uns com os outros.” 1 TS 5:9 a 13

Quando recordamos a peregrinação do povo de Deus no Antigo Testamento, liderados  por Moisés, em vários momentos desde a saída do Egito até a chegada na terra prometida por Deus, vimos que muitas pessoas se levantaram contra a liderança de Moisés causando tumultos, discussões e murmurações que, entre outras coisas, levaram Israel a peregrinar por quarenta anos no deserto, impedindo que aquela geração tomasse posse da promessa (Êxodo 14:11-12; Êxodo 16:3; Êxodo 17:6-7; Números 16:41; )  A Bíblia está repleta de outros exemplos de ações que contrariaram a vontade do Todo Poderoso e seus resultados, mas não podemos nos estender tanto.
Só queria deixar essa reflexão para que nos amemos mais uns aos outros e consideremos os ensinamentos de Deus, pois Ele sabe com toda certeza  o que é melhor para nossas vidas.
Quando você tiver algum questionamento sobre seu pastor, vá até ele e converse, tire suas dúvidas, esvazie seu coração, ore com ele, ore por ele.  Lembre-se sempre que DEUS usa seu pastor, para cuidar do SEU rebanho.
Com carinho,
Soraya Barros

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

ELAS Precisam e ELES Querem Saber


  Eu sei como é difícil nossa trajetória. Ser mulher, mãe e esposa.  Muitas de nós temos dupla jornada de trabalho.  O cansaço e desânimo vem por vezes nos abater  em alguns momentos.  Muitas de nós se sente profundamente exausta e incapaz de “dar conta” de todas  as tarefas e posicionamentos que nos  é cobrado.
A vida financeira nem sempre é tranqüila, o companheiro nem sempre é o mais compreensivo.  Muitos casamentos sucumbem por causa da rotina desgastante e da falta do que é mais precioso para manter uma família equilibrada: conhecer o Criador e o que Ele determinou para nossas vidas.  Só assim, estaremos conscientes do que o idealizador do “Projeto Família” quer de nós como mulheres.
Todos sabemos que o homem e a mulher pecaram no Jardim do Éden.  A desobediência de Eva assentida por Adão que era responsável por tudo que Deus criara; e sendo o “cabeça” daquele lar, trouxe conseqüências penosas para a humanidade.
À mulher, ele declarou: "Multiplicarei grandemente o seu sofrimento na gravidez; com sofrimento você dará à luz filhos. Seu desejo será para o seu marido, e ele a dominará".E ao homem declarou: "Visto que você deu ouvidos à sua mulher e comeu do fruto da árvore da qual eu lhe ordenara que não comesse, maldita é a terra por sua causa; com sofrimento você se alimentará dela todos os dias da sua vida. Ela lhe dará espinhos e ervas daninhas, e você terá que alimentar-se das plantas do campo. Com o suor do seu rosto você comerá o seu pão, até que volte à terra, visto que dela foi tirado; porque você é pó, e ao pó voltará". Gn 3:16 a 19 (leia Gn 3 todo)
Todo esse cansaço, essa batalha incessante para manter um padrão descente de vida, é resultado de uma sanção que ao homem foi imputada lá em Gênesis!  Só que o homem tem sido influenciado em demasia pelo consumo exagerado daquilo que  as mídias oferecem segundo a segundo.
Achamos que precisamos de tantas coisas fúteis que sofremos e nos sentimos  incapazes por não tê-las.
Conheço pessoas que tem o último modelo  de aparelho celular cujo mesmo tem todas as funções possíveis e ela só usa para atender e fazer chamadas.  Tenho certeza que você minha amiga, tem no seu armário da cozinha um ou mais eletrodomésticos que não usa. Enquanto não o adquiriu, pensando que ele seria útil todos os dias e você não poderia viver sem ele, você não sossegou.
A verdade, é que a “serpente” continua mentindo para a humanidade e muitos  continuam ouvindo e aceitando as sugestões maliciosas que são feitas para nos destruir. Destruir não é  um pouco forte? Não.  É só esse o objetivo de satanás. Ele odeia a criatura de Deus ele odeia as famílias pois é projeto de Deus.
Quando falamos que não podemos dar “brechas” para satanás, isso inclui e muito o gerenciamento financeiro da família.
A esposa  sábia edifica sua casa e a tola  sai gastando o cartão de crédito e comprando coisas que não precisa pois dá ouvidos às sugestões  feitas pelo maligno.
Muitos maridos tentam argumentar com suas esposas sobre a economia do lar, mas elas ficam cegas e surdas quando querem alguma coisa.  Já conheci esposas que furtavam a carteira de seu marido!  Há esposas que trabalham fora e gastam todo seu salário com futilidades, não havendo um planejamento familiar em conjunto com o marido.  Quando a esposa precisa trabalhar para ajudar nas despesas do lar, é necessário que haja um planejamento das finanças da família em conjunto com o esposo.  Não existe “o seu e o meu salário”. É uma só carne, um só planejamento financeiro, um só saário.  Caso seu marido supra todas as necessidades do lar, que a esposa seja a ajudadora no lar!  É melhor que a esposa seja a ajudadora criando seus filhos, para que estes cresçam com o acompanhamento materno.  A maioria dos problemas com os filhos, é pensar que estando com a babá e a televisão em casa, eles terão uma formação exemplar.  Que somente por nós sermos uma boa pessoa ou seguirmos uma religião, eles serão pessoas de bem!
A orientação diária feita de forma correta, segundo os preceitos do Criador, o testemunho de vida idônea que damos aos nossos filhos vão contribuir na  formação do caráter dele!
Fomos criadas com propósito e a Palavra de Deus nos ensina  como desenvolver o chamado de esposa que temos:
(As observações em azul foram feitas por mim)

Vós, mulheres, sujeitai-vos (sejam submissas) a vossos maridos, como ao Senhor;
 Porque o marido é a cabeça da mulher, como também Cristo é a cabeça da igreja, sendo ele próprio o salvador do corpo.(ao marido são imputadas muitas responsabiidades inclusive espirituais e a esposa precisa entender isso)
De sorte que, assim como a igreja está sujeita a Cristo, assim também as mulheres sejam em tudo sujeitas a seus maridos. (Submeter-se; dobrar a cerviz e  levantar a cerviz quer dizer revoltar-se.)
Grande é este mistério; digo-o, porém, a respeito de Cristo e da igreja.
 Assim também vós, cada um em particular, ame a sua própria mulher como a si mesmo, e a mulher reverencie(manifeste respeito) o marido.” Efésios 5:22 -24 e 32-33

Não se zangue comigo.  Estas são as palavras das Escrituras Sagradas! Precisamos ser submissas aos nossos maridos, ou seja, estar sob a missão dele.  Você escolheu  casar com esse homem que a missão inclui viajar, então na sua ausência precisa ser fiel e cuidar do lar até o seu retorno.  Você escolheu casar com um rapaz cuja missão é um trabalho noturno, sabe que vai dormir sozinha na maioria das noites da sua vida! Caso seu marido já tenha filhos de outro relacionamento, saberá que na missão dele esse fruto irá fazer parte de sua vida em algum momento.  Você casou com um rapaz humilde, submeta-se ao que ele pode oferecer e não o enlouqueça!
A esposa é a ajudadora!  O marido o cabeça!  Façam tudo juntos, dê sua opinião, manifeste seus desejos, seu querer, faça planejamentos com ele sobre a vida do casal, mas lembre-se que a ele foi conferida a decisão final.
Seu desejo será para o seu marido, e ele a dominará".Gn 3:17
E se ele não tiver sabedoria e suas escolhas não contribuírem para o crescimento da família? Antes de se casar você teve tempo de conhecê-lo?  Pois deveria ter conhecido bem a missão dele, para aceitar se submeter a ela.  Agora, ainda não está nada perdido! Faça como ensina a Palavra de Deus:
Semelhantemente vós, mulheres, sede submissas a vossos maridos; para que também, se alguns deles não obedecem à Palavra, sejam ganhos sem palavra pelo procedimento de suas mulheres, considerando a vossa vida casta, em temor.(o procedimento da esposa, seu testemunho é o que contribui para o marido ser alcançado por Cristo )O vosso adorno não seja o enfeite exterior, como as tranças dos cabelos, o uso de jóias de ouro, ou o luxo dos vestidos, mas seja o do íntimo do coração, no incorruptível traje de um espírito manso e tranqüilo, que és, para que permaneçam as coisas Porque assim se adornavam antigamente também as santas mulheres que esperavam em Deus, e estavam submissas a seus maridos” 1Pe 1-5
Aqui não é para ser entendido, que a mulher não deve cuidar da sua saúde e beleza exterior.  Não quer dizer também que não possa usar adornos. Apenas, que sua beleza não seja somente a exterior. A Palavra descreve o perfil da mulher de Deus.  Aquele perfil que o mundo desenhou, da mulher moderna que compete com o homem no mercado de trabalho, que não tempo para os filhos pois precisa trabalhar para suprir as necessidades muitas vezes de coisas que não são essenciais, é mentira de satanás.
Por esse motivo que muitas de nós estamos cansadas, sem ânimo, muitas vezes abatidas,  pois o mundo impõe conceitos e preconceitos com relação a mulher. E muitas vezes nós achamos que temos que conseguir  ir além das nossas forças, aém do que Deus nos conferiu como ajudadoras!
“...honra à mulher, como vaso mais frágil...” 1 Pe 3:7b
Lembrando que ser frágil não que dizer incapaz.  Somos capazes de executar qualquer tarefa, mas precisamos focar na tarefa maior: a que Deus nos imputou..
Eu sempre digo quando falo à mulheres, que é mais fácil ser “submissa” do que ser “o cabeça”.  A responsabilidade do marido é ampla e nos amar como “Cristo amou a igreja”, não é brincadeira! Veja novamente o texto da Palavra colocado no post “Casamento é Matemática”:
“Vós, maridos, amai vossas mulheres, como também Cristo amou a igreja, e a si mesmo se entregou por ela, Para a santificar, purificando-a com a lavagem da água, pela palavra,Para a apresentar a si mesmo igreja gloriosa, sem mácula, nem ruga, nem coisa semelhante, mas santa e irrepreensível. Assim devem os maridos amar as suas próprias mulheres, como a seus próprios corpos. Quem ama a sua mulher, ama-se a si mesmo. Porque nunca ninguém odiou a sua própria carne; antes a alimenta e sustenta, como também o Senhor à igreja; Porque somos membros do seu corpo, da sua carne, e dos seus ossos.” Ef. 5:25 a 30
Posso garantir que depois que entendi e comecei a exercer o papel que Deus a mim conferiu, minha vida mudou. E é por esse motivo que eu posso dizer para você, que a ansiedade do seu coração é infundada.  Você não tem que correr atrás de tantas situações pensando que é esse seu papel na instituição “família” que Deus planejou.  Repense sua posição.  Refaça com seu esposo seu planejamento financeiro para que vocês fiquem sem dívidas por coisas fúteis ou dispensáveis.  Diminua seu ritmo de trabalho  para ser a ajudadora do seu esposo, a mãe que acompanha o crescimento de seu filho, ensinando-o diariamente os caminhos do Senhor.  Não se sinta diminuída por  organizar seu lar e a vida do “cabeça” da sua casa, do provedor da sua família, numa missão que foi você quem escolheu. Essa é a verdade de Deus. O que o mundo diz é mentira de satanás.
Sei que Ele vai abençoar sua vida como tem abençoado a minha e mostrar para você como é bom entender e obedecer aos propósitos de Deus para nós.
Com todo meu carinho,
Soraya Barros

 Ouçam esta linda canção com Valéria Santos


quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

"Tem Mal Nenhum!"

 “Não rogo que os tires do mundo, mas que os livre do mal.” (João 17:15)

Cristo pediu a Deus que nos livrasse do  mal  e nós temos sido guardados por Ele do maligno.  Deus tem feito a parte Dele. E nós? temos tido uma vida cristã genuína?  Ou temos deixado muitas vezes as coisas do mundo ganhar mais espaço no nosso dia a dia?
 O mundo tem nos visto como parâmetro em que possam se espelhar? Como vai a “igreja” de Cristo?
Quando afirmamos que “a igreja somos nós”, que ela não é uma instituição ou objeto impessoal; (embora precisemos de um lugar para reunir o povo de Deus) precisamos lembrar o significado da palavra “igreja”. Igreja é uma palavra grega (ekklesia) que significa “assembléia”, os “chamados para fora”. A igreja é um corpo vivo; fomos chamados para fora do pecado, da vida mundana e para servir a Deus.
 Quem foi “chamado para fora” não pode compartilhar do mal desse mundo; porém muitos de nós, tem adotado  a enganosa expressão  “tem mal nenhum”.
Essa expressão tem levado muitos cristãos a se perder do foco dos que foram “chamados para fora”.
Muitos estão se deixando levar  por sutilezas do “tem mal nenhum”, vivendo uma vida surreal. Passam tempo demais nos sites de relacionamento ora jogando games que os fazem ficar viciados, ora devassando suas vidas particulares com fotos  muitas vezes íntima demais. Isso sem falar nos sites de “namoro cristão”! Esqueceram que varão e varoa é o senhor quem nos dá, com oração e muito cuidado para não cair nos laços de satanás!
Tem adolescente “ficando” porque os pais acham que “tem mal nenhum”, é fase e vai passar. Também vemos jovens cristãs que expõem fotos sensuais de seus corpos nesses sites, pois na verdade, “tem mal nenhum”.
Eu fico pensando em que momento a igreja está lendo a bíblia, lendo um livro de conteúdo saudável que edifique sua vida espiritual ou se atualizando com assuntos que realmente são relevantes.
 Quanto tempo  está sendo separado para oração, com momentos de reflexão e silêncio, para dar oportunidade ao Espírito Santo de falar conosco?  Como vamos impactar o mundo com nosso testemunho; se copiamos o próprio mundo auxiliados em muito pelas mídias que impõe o que vestimos, comemos, nos empurra toda tecnologia de que nem sempre precisamos? Que diferença temos feito para justificar a nossa real posição de “chamados para fora”? O que fazemos na orba de Deus ou onde colocamos nossos talentos? De que forma temos amado o próximo? Sim! Aquele que tem estado ao seu lado na escola, no trabalho, no transporte coletivo, dentro da igreja e porque não dizer...na sua casa?
“Vós sois o sal da terra; mas se o sal se tornar insípido, com que se há de restaurar-lhe o sabor? Mateus 5:13-14
A graça de Deus para os que tem uma vida genuína com Ele é suficiente para dizermos não aos desejos mundanos que possa ter a nossa carne.
 “Porque a graça de Deus se manifestou, trazendo salvação a todos os homens, ensinando-nos, para que, renunciando à impiedade e às paixões mundanas, vivamos no presente mundo sóbria, e justa, e piamente.” Tito 2:11-12

“O qual se deu a si mesmo por nós para nos remir de toda a iniqüidade, e purificar para si um povo seu especial, zeloso de boas obras.” Tito 2:14
Precisamos avaliar nossa postura para não nos deixar enganar pelas sutilezas que nos rodeiam e comprometem nossas vidas de santidade.
É preciso voltar às bases. Somos o povo que Deus tomou para si através do sacrifício de seu filho primogênito unicamente por amor a nós! Fomos separados especialmente para estar no Reino de Deus ainda aqui na terra e depois na eternidade!
Que o Senhor tenha misericórdia de nós, que o Senhor sobre nós levante o Seu rosto e nos dê a paz.
Carinhosamente,
Soraya Barros



quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

CASAMENTO É MATEMÁTICA!


Há anos eu e meu marido temos trabalhado com casais.  Minha igreja tem um perfil interessante: Ela é formada em sua maioria por jovens casais, casados há poucos anos, alguns ainda não tem filhos, outros tem filhos pequeninos.
É interessante perceber que os que chegam para congregar conosco, são sempre casais; alguns com questões a serem ajustadas, e sempre nos colocamos (eu e meu marido) a disposição deles para conversar, orar, aconselhar e acompanhar cada um. 
E por que inicio meu texto com essa explicação?  É que meu coração anda ardendo com uma questão que ao longo dos anos tenho observado e sinto uma força que me impele a falar, e sei que Deus vai fazer chegar às mão de quem precisa ler estas palavras.

Meu objetivo não é dar uma aula de sociologia, embora minha formação também me permitisse fazê-lo, mas sintetizando  o assunto, da relação do homem com a mulher, vou  colocar algumas situações sociais desse relacionamento a título de relembrarmos como tem sido.
Foi Friedrich Engels, quem primeiro relacionou o surgimento da sociedade de classes, como a conhecemos hoje, à dominação masculina sobre as mulheres.  Mas sabemos que desde os primórdios dos tempos o homem sempre desvalorizou e subjugou a mulher.  A mulher era tratada como escrava, sendo tolhida de opinar, se manifestar e escolher.
Este sistema de organização social, é baseado no poder do pai onde as mulheres são consideradas fracas, inferiores e subordinadas a dominação dos homens.

Essa bagagem vem sendo trazida ao longo dos anos e percebemos claramente um caráter desigual no que diz respeito ao trabalho de homens e mulheres em relação à oferta e salários no contexto profissional.

Mas essa introdução quer mesmo me deixar mais à vontade para colocar um comportamento que tenho observado ao longo dos anos e, que sei tem raízes profundas e grandes reflexos no desenvolvimento da sociedade ainda hoje.  Basta lembrar rapidamente quantos casos bárbaros e covardes temos visto nos noticiários diariamente contra a vida de mulheres. A banalização da vida humana, com estatísticas alarmantes com relação a mulheres mortas por maridos, ex-maridos, namorados e ex-namorados é assustadora. “Não vai ficar comigo, não fica com mais ninguém”.

O homem de boa índole, que casa ou começa um relacionamento sério para fins de casamento, muitas vezes não tem consciência de quão machista ele é.  Ele cresceu recebendo roupa lavada e passada, alimento, água nas mãos pela mãe que também foi criada com uma educação de servir ao homem como sendo o “Senhor” que por sua vez recebeu essa educação de sua mãe e assim por diante.  Tenho visto durante  27 anos, conhecendo muitas famílias diferentes por causa do papel no Reino de Deus que sempre exercemos; mães com casal de filhos que colocava  a filha para fazer o serviço de casa e o menino a jogar futebol ou vídeo game.

Hoje, quero falar com esses rapazes, maridos ou noivos.  Quero falar com você, marido de boa índole, que faz tudo pela sua família, que exerce seu papel de provedor de maneira favorável:
Sua amada nunca será feliz se você não considerar que ela é a sua outra parte e que sem ela você é somente a metade. “... e serão ambos uma só carne.” Gn 2:24
 Assim devem os maridos amar as suas próprias mulheres, como a seus próprios corpos. Quem ama a sua mulher, ama-se a si mesmo. Porque nunca ninguém odiou a sua própria carne; antes a alimenta e sustenta, como também o Senhor à igreja;” Ef 5: 28e29
Essa ajudadora idônea que Deus colocou em sua vida tem sentimentos, desejos, escolhas, projetos, voz. Ela tem o direito de discordar e alertar a você quando achar que está errado.  Afinal você não é o “dono de toda verdade”, não é mesmo?  Você não é o “dono” da sua família.  É preciso que seja reavaliado o que Deus propôs para o homem como sendo  “o cabeça”:
Não é tarefa fácil.  E sempre afirmo para as mulheres com quem converso que é mais fácil ser “submissa” do que ser “o cabeça”.
A responsabilidade que  Deus imputa ao homem por ser o cabeça, não é fácil. Veja comigo:
“Vós, maridos, amai vossas mulheres, como também Cristo amou a igreja, e a si mesmo se entregou por ela, Para a santificar, purificando-a com a lavagem da água, pela palavra,Para a apresentar a si mesmo igreja gloriosa, sem mácula, nem ruga, nem coisa semelhante, mas santa e irrepreensível. Assim devem os maridos amar as suas próprias mulheres, como a seus próprios corpos. Quem ama a sua mulher, ama-se a si mesmo. Porque nunca ninguém odiou a sua própria carne; antes a alimenta e sustenta, como também o Senhor à igreja; Porque somos membros do seu corpo, da sua carne, e dos seus ossos.” Ef. 5:25 a 30

O marido tem uma responsabilidade pois precisa “amar sua esposa como Cristo amou a igreja”  Cristo deu sua vida por amor a nós.  Você daria sua vida por amor a sua esposa, marido?

Igualmente vós, maridos, vivei com elas com entendimento, dando honra à mulher, como vaso mais frágil, e como sendo elas herdeiras convosco da graça da vida, para que não sejam impedidas as vossas orações.” 1 Pd 3:7

Você tem honrado sua esposa, sabendo que ela é tão herdeira  de Deus quanto você e que para Deus mesmo cada um tendo seu papel os dois tem a mesma importância?
Você sabia marido que suas orações ou seja sua ligação  com Deus pode ser  “impedida”, por que você não tem honrado sua esposa?

Conheci maridos que não deixam suas esposas escolherem sequer a cor das cortinas!  Que entram e saem de casa como se fossem solteiros e não dão nenhuma satisfação a sua esposa!  Que não dirigem uma palavra a esposa que não seja para  pedir-lhe algo (e sem estar brigado). 
Há maridos que chegam em casa do trabalho e já entram pelo portão murmurando ou achando defeito em algo para colocar os pés em seu “lar” e gritando com a mulher e seus filhos, extravasar sua ira com o chefe ou com o trânsito Que covarde!
Muitas famílias, muitas queixas, muitas histórias eu teria para contar, mas não estaria eu escrevendo apenas um texto e sim um livro.
A leitura que uma mulher faz desse comportamento egocêntrico e machista, é que ela não passa de um lixo!  Que mulher pode se sentir amada, honrada, feliz?
Ela é sua parceira querido!  Tem direito a escolher com você o carro, a casa, os móveis...Tudo num casamento precisa da participação dos dois!  E quando escolherem juntos a época de terem um filho, assim que ele nascer o pai também precisa ajudar a cuidar do bebê!  A mãe merece descansar e o filho merece ter pai desde que nasce e não só depois que crescer!
Querido, só quero alertar a você que ainda não casou, e aquele que já está casado; que nunca é tarde para reavaliar sua postura.  Mesmo que vocês estejam numa sociedade machista, e que seja inconsciente sua forma de agir, ore ao Senhor e peça a Ele para ajudá-lo a ser um marido melhor.  Deus confere a você marido a santidade da sua casa. Você é o “cabeça” Espiritualmente falando, para transformar seu lar num pedacinho do céu, com hábito da família de orar juntos, de ler juntos a Palavra. Esteja em obediência a Deus pelo que Ele propõe que seja o seu papel e veja sua vida matrimonial mudar!

Casamento é matemática: tem que somar o marido, a esposa e o Espírito Santo de Deus em primeiro lugar.  Também é necessário multiplicar em muitas vezes e a cada dia o respeito, a união, a parceria.  Num casamento a divisão é primordial. Tem que dividir o espaço, o tempo, a opinião,as idéias, os gostos ou seja, a individualidade de cada um. E contrapartida, é preciso diminuir o egoísmo, o silêncio de um para com o outro, é necessário diminuir o individualismo e o egocentrismo.  Com todas esses cálculos em um só casamento, pode ter certeza que você vai elaborar uma expressão matemática cujo resultado é o amor num casamento duradouro e feliz.
E lembre-se:
“Quem encontra uma esposa acha uma coisa boa; e alcança o favor do Senhor.”
PV 18:22
Eu tenho carinho por você e não duvide disso!
Soraya Barros

PS. Vou escrever um texto para esposas também. Não se preocupem!

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Planos de Paz

Qual de nós não precisa de uma palavra amiga, de um ombro para chorar ou descansar  o enfado da alma.  Quem nunca se sentiu pequeno, acabrunhado, achando que sua vida não estava evoluindo, que seus projetos não se realizavam.
Quantos de nós já não passamos por situações em que nos sentimos como crianças, indefesos, frágeis.
Quando pequenos, qualquer situação que nos cause desconforto, sabemos que é só correr para os braços dos  nossos pais.  Mas somos adultos.  Temos dúvidas, incertezas, fraquezas, medos, inseguranças e nem sempre temos uma pessoa com quem conversar; que possa nos orientar, em quem possamos realmente confiar.
Somente Deus pode suprir todas as nossas necessidades.  Elas são necessidades da nossa alma.  Esta precisa ser completa e isso só acontece quando  estamos com ela cheia do  Espírito Santo de Deus.  Ele nos conforta, nos consola, nos orienta e nos faz sentir segurança.
Certa vez, quando o povo de Israel fora deportado de Jerusalém para a Babilônia, o profeta Jeremias enviou uma carta que dizia: "Assim diz o Senhor dos Exércitos, o Deus de Israel, a todos os exilados, que deportei de Jerusalém para a Babilônia: 'Construam casas e habitem nelas; plantem jardins e comam de seus frutos. Casem-se e tenham filhos e filhas; escolham mulheres para casar-se com seus filhos e dêem as suas filhas em casamento, para que também tenham filhos e filhas. Multipliquem-se e não diminuam. Busquem a prosperidade da cidade para a qual eu os deportei e orem ao Senhor em favor dela, porque a prosperidade de vocês depende da prosperidade dela'. Porque assim diz o Senhor dos Exércitos, o Deus de Israel...” Jr 29:4 a 8
Mesmo em meio a tribulação, permitida por Deus ao seu povo, Ele os encoraja a resistirem a derrota, e viverem com dignidade nos projetos traçados por ELE para seu povo. E ainda diz mais:
"Assim diz o Senhor: 'Quando se completarem os setenta anos da Babilônia, eu cumprirei a minha promessa em favor de vocês,” Jr 29:10
ELE projeta aconselha e delimita o tempo em que aqueles que são Seus estarão naquela situação de cativeiro.
"Pois eu bem sei os planos que estou projetando para vós, diz o Senhor; planos de paz, e não de mal, para vos dar um futuro e uma esperança." Jeremias 29:11
Glórias sejam dadas a ELE.  Que adulto não se sentiria qual criança no colo do Pai depois de ouvir semelhantes palavras?  É Ele que nos dá um futuro!  É Ele que nos dá esperança.
No tempo do Antigo Testamento, os profetas eram usados por Deus para falar ao seu povo.  Hoje, com a vinda de Cristo, aqueles que foram comprados com seu sangue derramado na cruz, podem ter uma comunhão direta com Deus.  Quanto mais íntimo você for, mais ouvirá a voz de Deus e conhecerá Seus planos para sua vida.
Aquela insegurança passa, aquele medo sai.  Você se sente forte Nele. Você se sente guardado por Ele e confia.
Querido, querida, eu falo do que tenho vivido com minha família.  Somos testemunhos das palavras escritas acima. Não quero essa benção só para mim; queria que você  também tivesse essa paz.
Com muito carinho,
Soraya Barros
Ouça essa linda canção!


domingo, 12 de fevereiro de 2012

Que pena, Whitney Houston!

Beleza nunca lhe faltou.  Sua voz maravilhosa encheu os ares do mundo todo.  Uma Diva! Inegável talento que deixou marcas nos corações românticos com o  filme “O Guarda Costas”
“A primeira hipótese da investigação policial sobre a morte da cantora Whitney Houston, 48 anos, é afogamento, segundo o site TMZ. O corpo da artista foi encontrado pelo guarda-costas dentro de uma suíte no quarto andar no Beverly Hilton, ...” (Diário do Grande ABC)
Houston começou a cantar com o coral gospel júnior da Nova igreja de Jersey aos 11 anos de idade. Depois que ela começou a atuar ao lado de sua mãe em casas noturnas na cidade de Nova York, ela foi descoberta por Clive Davis, empresário da Arista Records. Até o presente, Houston lançou seis álbuns de estúdio e três álbuns de trilha sonora, todos eles certificados com diamante, multi-platina, platina e ouro pela Recording Industry Association of America (RIAA).

Vemos que Whitney estava no caminho, buscando a Deus, que a criou com aquela linda voz para louvar  e engrandecer Seu nome.  Mas o caminho da  fama e riqueza nos afasta do alvo que é Deus.  Fomos criados por Ele e para Ele.  
A Bíblia ainda alerta e aconselha ao homem a entrar pela porta estreita e não pela larga que poderá levá-lo à perdição.
Em Mateus 7:13-14, o Senhor nos diz ... "Entrai pela porta estreita; porque larga é a porta, e espaçoso o caminho que conduz à perdição, e muitos são os que entram por ela; E porque estreita é a porta, e apertado o caminho que leva à vida, e poucos há que a encontrem."
Jesus nos ensina e afirma que na verdade, só há um caminho que vale a pena,  e caminho de vida, de salvação eterna: 
"Eu sou a porta; se alguém entrar por mim, salvar-se-á, e entrará, e sairá, e achará pastagens". A porta estreita e o caminho apertado (Mt 7.14) conduzem à Vida “Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim.” (João 14.6)

Quando olhamos as fotos comparativas de Whitney antes das drogas e depois,colocadas nos sites e blogs, percebemos o quanto se afastou de Deus e se deixou levar por um caminho de morte. Fama, drogas a afastaram de Deus e afastados de Deus estamos num caminho onde nos encontramos “perdidos Dele”,  “caminho de perdição”.
Ainda não se sabe ao certo o motivo de sua morte naquele quarto de hotel. Afogada? Talvez, mas sua vida já estava deteriorada pelo uso de drogas pesadas, e sua tragédia, talvez já fosse anunciada. 
Seus últimos shows foram classificados como “horrendos” pois sua voz estava prejudicada e ela já não conseguia mais dar os agudos que abrilhantavam suas apresentações.
“O vídeo publicado no YouTube mostra Whitney Houston em seu último show, quando foi muito criticada pelo público. "Ela não conseguia cantar. Ela não cantou uma música direito. Whitney estava desorientada e precisou interromper o show para respirar. Foi o primeiro show na minha vida que eu sai antes de terminar", disse um fã em entrevista para um programa de uma TV australiana.”(Leia Já 12/02/2012)
Sentiremos sua falta., Mas sua morte pode salvar outras vidas, de pessoas que percebam como somos frágeis e em um segundo perdemos o que temos de mais precioso que é nossa vida. Um descuido, um acidente,uma bala perdida...
Conheça e busque esse Pai maravilhoso que quer ter você pertinho Dele, que não quer que você “se perca Dele” (num caminho de perdição) mas sim que você entenda que  Ele te ama de tal maneira que:
“... deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.” João 3:16
Faça esta escolha!
Com carinho,
Soraya Barros


sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

IGREJA...EM CASA?

O homem sempre questionou as verdades de Deus. Alguns, questionaram, deturparam e criaram uma “nova forma de compreensão” do que Deus deixou como manual de vida e salvação, que é a Sua palavra. E foi daí que nasceram as seitas, baseadas em heresias, criadas pela distorção da palavra de Deus.
Mas Deus já sabia que isso aconteceria, e deixou nas escrituras:
“Acautelai-vos, porém, dos falsos profetas, que vêm até vós vestidos como ovelhas, mas, interiormente, são lobos devoradores” Mateus 7:15

Além de tantas tentativas de satanás para desviar o homem da sua religação genuína com Deus, ainda contamos com lideranças denominacionais que se dizem evangélicas ou cristãs; que em “nome de Deus”, tem praticado verdadeiras aberrações buscando na
bíblia, respaldo para sua ganância, fama, sede pelo poder etc. Com isso, muitas pessoas tem se justificado, dando esse fato como motivo para não amar e servir a Deus, para não congregar  nas igrejas com sua diversidade de denominações; colocando todas elas num mesmo pacote.

Esses adeptos da “igreja em casa”, que questionam a necessidade de uma instituição para congregar, realizam reuniões dentro de seus lares; como acontecia na igreja primitiva, e afirmam que essa é única maneira  de servir a Deus. Eles afirmam e tentam fazer discípulos, baseando-se na da igreja descrita no livro de “Atos dos Apóstolos”, quando os crentes se reuniam em suas próprias casas. Só que a palavra nos mostra que não era bem assim:
 “E, perseverando unânimes todos os dias no templo, e partindo o pão em casa, comiam juntos com alegria e singeleza de coração...”  Atos 2:46

 “E eles, saindo de Perge, chegaram a Antioquia, da Pisídia, e, entrando na sinagoga, num dia de sábado, assentaram-se...” Atos 13:14

 “E no primeiro dia da semana, ajuntando-se os discípulos para partir o pão, Paulo, que havia de partir no dia seguinte, falava com eles; e prolongou a prática até a meia-noite. E havia muitas luzes no cenáculo onde estavam juntos.” Atos 20:7-8

 “Mas, como alguns deles se endurecessem e não obedecessem, falando mal do Caminho perante a multidão, retirou-se deles, e separou os discípulos, passando a discorrer todos os dias na escola de um Tirano.” Atos 19:9

Havia o fato, da perseguição que os cristãos passaram a sofrer por seguirem a Cristo, que os obrigava a se reunirem em lugares secretos como as catacumbas (túmulos subterrâneos) de Roma. Em 64 d.C, os cristãos eram presos e serviam de atração nos espetáculos bizarros dos circos romanos. Eram colocados nas arenas para serem devorados por feras. Além disso, sofriam todo tipo de torturas corporais. Com isso podemos perceber que não havia uma instituição convencional: uma igreja em cada esquina ou em cada localidade.
Os adeptos da igreja em casa, também questionam  a posição dos líderes, como desnecessárias, sendo esse mais um motivo para cultuar em grupos domésticos. Perguntam por que precisamos de um sistema eclesiástico? Para isso, a própria palavra nos ensina, lá mesmo no livro de atos:
 “Escolhei, pois, irmãos, dentre vós, sete homens de boa reputação, cheios do Espírito Santo e de sabedoria, aos quais constituamos sobre este importante negócio.
Mas nós perseveraremos na oração e no ministério da palavra. E este parecer contentou a toda a multidão, e elegeram Estêvão, homem cheio de fé e do Espírito Santo, e Filipe, e Prócoro, e Nicanor, e Timão, e Parmenas e Nicolau, prosélito de Antioquia;E os apresentaram ante os apóstolos, e estes, orando, lhes impuseram as mãos.”  Atos 6:3-6

Podemos perceber que além da necessidade de ter líderes em diferentes cargos, pois a igreja crescia muito, no mesmo texto vemos que havia requisitos para os tais: “homens cheios de fé e do Espírito Santo”.

Uma grande questão é que determinados grupos, criam afirmações e defendem suas idéias, mas da igreja primitiva só querem a parte onde serve a Deus em casa. E outras praticas que eram utilizadas na época, como repartir os bens?
 “E todos os que criam estavam juntos, e tinham tudo em comum.
E vendiam suas propriedades e bens, e repartiam com todos, segundo a necessidade cada um.” Atos 2:44-45

A pessoa que está na liderança desse trabalho num lar, foi enviado por quem? Foi levantado e reconhecido como pastor, diácono ou presbítero por quem? Por si mesmo? Ensinam a palavra a pessoas de boa fé, que provavelmente foram induzidos a acreditar que é assim que se serve a Deus. E o que será que ensinam? A palavra de Deus, instruídos pelo Espírito Santo? Quem não se submete às autoridades constituídas por Deus poderia estar cheio do Espírito Santo?

Nos dias de hoje, isso é muito perigoso! A palavra nos alerta sobre os falsos profetas e também sobre o “joio e o trigo” (MT 13:24). Quem vai garantir a idoneidade de quem está à frente desse culto no lar? Quem vai garantir a idoneidade dos que entrarão pelas portas da sua casa,(que deveriam estar abertas a toda criatura), dizendo querer ouvir a palavra de Deus? Ou só entrarão pessoas conhecidas ou da família? Não se pode fazer acepção de pessoas! Assim não terão a oportunidade de obedecer a Deus:
 “... Amarás o teu próximo como a ti mesmo.” Marcos 12:31

Amados, é preciso estar atentos, para não cairmos nas ciladas do inimigo de nossas almas. É necessário que cresçamos no conhecimento da palavra de Deus, para não sermos enganados por embusteiros ou pessoas cheias de si mesmos; que pensam saber o que é certo mas não buscam as instruções do Espírito Santo. Sua vaidade e prepotência são suficiente para achar que podem conduzir as ovelhas do rebanho do Senhor. Não se deixe enganar!
Existem igrejas sérias, confiáveis, onde você pode congregar com segurança. Procure conhecer a história dessa igreja, quem são seus líderes, mas antes de tudo, leia a palavra de Deus, pedindo ao Espírito Santo que lhe dê discernimento e que não o deixe ser enganado.
Atos 17:11
“... receberam a palavra, examinando cada dia nas Escrituras se estas coisas eram assim.”
 Oro por cada um que possa estar sendo envolvido por esse logro.
“Para que não sejamos mais meninos inconstantes, levados em roda por todo o vento de doutrina, pelo engano dos homens que com astúcia enganam fraudulosamente.”
Efésios 4:14
Oro pelos adeptos desse engano, para que de seus olhos caiam as vendas e que Deus tenha misericórdia de todos nós.
Soraya Barros
 
 
 

terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

A Primeira Impressão Não é a que Fica

Sei que muitos de nós já tivemos essa experiência, de conhecer uma pessoa e “achar” que ela era muito simpática e depois de certo tempo de convívio, perceber que era fútil e egoísta.  Da mesma forma, a situação contrária: olhamos para alguém e fazemos um julgamento negativo da pessoa, e depois de estar com ela mais vezes, percebemos que é uma preciosidade de ser humano.
No relacionamento amoroso, acontecem muitos enganos, pois hoje em dia a primeira impressão fica valendo muito e isso não é saudável.
Existe uma tendência do ser humano em se comportar formalmente quando seu relacionamento é superficial.  Somente quando convivemos, podemos descobrir quem é o outro de forma mais íntima; e assim, saber quem ele é realmente.
Quando se trata de amor, tenha certeza que a primeira impressão  pode ser uma fantasia.
O amor não é um sentimento passageiro.  “Amar para sempre” existe sim e digo mais, o amor “não é eterno só enquanto dura”.  Isso é uma mentira que ecoa em nossos ouvidos e faz justificar quando um casal passa por uma crise e um justifica para o outro que “foi bom enquanto durou, mas não dá mais para continuar”. “Acabou! Não restou nenhum sentimento”.  Ai eu digo que não era amor.  Era uma “impressão”!
“Aparência que enchia os olhos, parecia que o outro fora feito para você!” Parecia a pessoa certa para dividir sua vida com ela, parecia a mãe ou pai certo para seus filhos...mas só parecia.  Os dias se passaram e quando um foi descobrindo no convívio quem era o outro, descobriram também que havia  muitas barreiras que seriam intransponíveis para ficarem juntos.
O amor jamais acaba!  Essa é a verdade da Palavra do criador! Quem sou eu, quem somos nós, para discutir isso?
Então você me dirá: “Mas meu casamento está no fim!  Não agüento mais as situações pelas quais eu tenho passado!  Você não tem idéia do que estou vivendo”!
Meu amado, minha amada.  Sei sim!  Que casal nunca teve um problema, uma situação em que a discordância imperava?  Quem nunca pensou sequer em ir embora e deixar tudo para trás?
Por sermos pessoas únicas, diferentes umas das outras, é que pensamos diferente às vezes; discordamos da posição do outro ou não aceitamos o modo de vida que o outro impõe como única forma de viver.  Muitas vezes não conseguimos concordar com a forma de criar nossos filhos, não aceitamos a forma de administração das finanças da casa, não gostamos como o outro se relaciona com nossos familiares...são muitos os motivos pelos quais a primeira impressão, não é a que fica. “Aquela pessoa educada, carinhosa, charmosa que vi pela primeira vez não é o que se esperava dela e aí...”
Olha, já disse isso em outros textos que escrevi neste blog, mas não vou cansar de repetir.  É preciso pedir a Deus o homem ou a mulher  com quem irá passar toda sua vida.  Não é um olhar na aparência de alguém, que vai ser o indicador da escolha acertada.  Casamento é muito sério.  Não resolve achar um parceiro bonito, que fale bem e tenha um bom emprego.  Há muito mais para se decidir casar com alguém.  Além de orar, deve-se conviver sem se relacionar  como namorados.  Conhecer o outro no seu meio familiar, sua postura diante dos colegas de trabalho, como ele ou ela reage numa situação de estresse, seu relacionamento com seus pais e seus projetos para o futuro.
Há mulheres que se casam e depois reclamam que seus maridos trabalham demais.  Da mesma forma existem maridos cujas  esposas trabalham fora e quando os dois chegam do trabalho à noite, ele quer descansar e deixá-la com os afazeres domésticos sozinha.  Nunca dará certo.
Casamento é união  de duas pessoas que se amam e devem ter como objetivo fazer o outro feliz! 
O ideal seria que pudéssemos seguir o que Deus estipulou: O homem como o cabeça de sua casa e a mulher como sua  ajudadora.  Sei que muitos leitores e leitoras vão a principio me recriminar pelo que estou revelando, mas Deus não criou a mulher para disputar seu “espaço” no mundo profissional.  Sabemos das necessidades atuais da mulher trabalhar para “ajudar” no orçamento familiar; mas tem muitas mulheres que invertem essa situação e passam a ser as provedoras e administradoras do lar enquanto o marido se acomoda e já que ela supre...ele relaxa. E, acrescento que é por isso que temos crianças crescendo sem orientação adequada, cuidadas por uma babá ou pela televisão.
A primeira impressão, não deve ser a que fica. Orar a Deus para confirmar se é esse o seu escolhido ou sua escolhida é primordial.  Planejarem juntos seu futuro, o homem, o “cabeça” ser o provedor e a esposa, ser “submissa” ou “sob a missão” do seu marido.  Ser submissa significa estar sob a missão do seu marido, sabia?  Caso a missão dele seja trabalhar muito, estudar ou viajar a trabalho;  deve  entender isso e ser  a  companheira amorosa que o recebe facilitando sua chegada em casa faminto e cansado.  Enquanto o marido:
“Com o suor do seu rosto você comerá o seu pão...”(Gn 3:19 a) a esposa, será : “...ajudadora idônea para ele.(Gn 2:18c)
A  primeira “impressão” é paixão da carne. É imediata, é física e pode passar.  É preciso muito mais que um olhar.
Você que está com seu casamento  em crise, lembre-se:
Convívio é fundamental bem como colocar no pacote as diferenças, os defeitos, as manias etc.
Amor é laço e leva tempo para amadurecer.  Dê tempo para sua relação amadurecer e durante esse tempo, não pense que o  “amor acabou”   pois “O amor jamais acaba...”I Co 13:8ª.
Conduza seu casamento feliz ou em crise, com a participação ativa e principal de Deus através do Espírito Santo.  Ore pelo seu cônjuge todos os dias; orem juntos pedindo as bênçãos de Deus sobre seu relacionamento.  Procurem seguir os ensinamentos do nosso Pai, que estão nas escrituras Sagradas no livro de “Coríntios” capítulo 13:4 a8

“O amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não trata com leviandade, não se ensoberbece.
 Não se porta com indecência, não busca os seus interesses, não se irrita, não suspeita mal;
 Não folga com a injustiça, mas folga com a verdade; Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.
O amor nunca acaba;...”

Aos solteiros, digo que a “primeira impressão”
deve ser apenas  o motivo da sua oração para 
ver a vontade de Deus para um futuro 
relacionamento.
Desejo que reflita nessa palavras e que
eu possa estar abençoando sua vida de
alguma forma.
Carinhosamente,
Soraya Barros




Ouça essa canção com o texto de I Co 13






domingo, 5 de fevereiro de 2012

MENTE ELÁSTICA


Nós seres humanos temos por hábito visualizar situações sempre do mesmo ângulo. Quando um pai briga com os filhos sempre pelo mesmo motivo e da mesma forma (com gritarias e proibições) os filhos se sentem oprimidos, sufocados e infelizes.  Esse pai nos parece o pior pai do mundo, mas na verdade, olhando por outro ângulo podemos entender que tamanho esforço, de repetidamente insistir em não querer certo comportamento dos filhos, só poderia ser feito por um pai que ama muito e quer ver a mudança daquele comportamento que o incomoda na vida de seus filhos.
Certo dia estava no twitter e um adolescente  escrevia frases do tipo: “Eu odeio meu pai”, “ele não tem palavra”, “queria que morresse”.  Comecei a conversar com ele e ele  me contou que seu pai prometera levá-lo ao shopping à noite e depois de um telefonema, mudou a programação para a tarde.  O menino  havia
conseguido  colegas para uma partida de vídeo game naquele momento e seus planos haviam sido desfeitos pois teria que desmarcar para sair com os pais.
Foi então que disse a ele: “Você está se sentindo muito incompreendido, não é mesmo?”
Ele respondeu que sim, que não entendia os adultos e que o pai não ligava a mínima para ele.  E eu me achando no dever de dar uma palavra àquele menino, que o fizesse pensar de outra maneira ou visualizar a situação de outro prisma disse então: “Veja, é tão difícil um jovem entender os pais, e muitas vezes  é difícil também para os pais entenderem seus filhos.  Não há nada que uma boa conversa não esclareça.  De repente seu pai ficou impossibilitado de sair à noite com você para o shopping, mas para não desapontá-lo, está tentando ir agora à tarde.  Converse com ele pois tenho certeza que haverá um acordo entre vocês e tudo ficará bem.” Dias depois ele conversou comigo novamente e disse que o pai iria trabalhar à noite e por isso mudara o shopping para a tarde. Não quis entrar em detalhes, mas  percebi que houve o diálogo e isso  foi muito bom.
Nos relacionamentos conjugais também. A esposa se prepara para
receber o marido quando ele chega do trabalho e ele muitas vezes se joga no sofá exausto e cochila deixando-a falar sozinha.  A esposa tola, criará  uma confusão, achando que o marido não a ama, ou que tem amante e não se interessa mais por ela.  A sábia coloca uma música relaxante, tira-lhe os sapatos e deixa-o dar aquela cochilada que só marido sabe como é importante para se refazer.  Depois que ele dá aquela descansada, eu aposto que está prontinho para um banho, jantar e por que não, uma noite de amor.
A questão está na visão ampla da situação.  Uma mente elástica, sabe ver lá na frente o resultado da atitude da esposa tola e o da esposa sábia.
Precisamos compreender mais o outro.  Nos colocar mais no lugar do outro e passar a perceber nossas atitudes como atos que geram um  resultado futuro, é muito importante. 
Quando nosso Deus poderoso, que nos conhece desde quando éramos informes no ventre de nossas mães, nos diz:

“Amados, amemo-nos uns aos outros; porque o amor é de Deus; e qualquer que ama é nascido de Deus e conhece a Deus. I Jo 4:7

Ele sabia que precisaríamos amar o outro e exercer a longanimidade.  Não podemos na primeira palavra ou ação mal entendida ou até “muito bem entendida”, agirmos como um pavio muito curto que explode; mal se coloca fogo nele.

E falando em longanimidade, o Apóstolo Paulo diz e sua carta aos gálatas:

“Mas o fruto do Espírito é: amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança.” Gálata 5:22
É um exercício muito saudável para nossa vida, crescimento espiritual e também para o amadurecimento das relações interpessoais.
Experimente! Quando se encontrar em situações diárias em que você precisa responder, decidir ou tomar atitude,  pense lá na frente se sua posição vai gerar frutos positivos para sua vida e do seu próximo.
É sempre bom quando  mudamos nosso jeito de agir! Fazer uso da “mente elástica”  vai proporcionar sensações novas e nos fazer descobrimos que somos capazes de muito mais do que uma reação impensada, explosiva que só corrói a nós mesmos e aos que estão por perto!
Com muito carinho,
Soraya Barros